domingo, 1 de julho de 2012

Did i say?






Você anda tão vivo em mim.

E quando lembro do teu abraço, queria  que fosse eterno.
Eu sinto como se você estivesse escapando.
E então é isso.
Mesmo que eu saiba tudo, paralelamente, eu sei nada.
Por que é dificílimo te entender.
Eu não consigo adivinhar um pensamento teu, nem mesmo se pensas como eu.
Esperando a coragem aparecer pra dizer que o tempo tá passando e que eu lamento estar longe de você enquanto isso. Me arrependo a cada segundo perdido, em que eu poderia ter dito que sinto muito que esteja demorando tanto pra esse nosso amor acontecer.
Simplesmente por que eu não sei se é amor.



2 comentários:

  1. Vim aqui deixar um presente pra vc,
    meu selinho em comemoração aos 500 seguidores do blog.

    Espero que goste e leve-o!

    Beijos meus...
    segue o link do meu carinho a vc:
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br/2012/07/meu-muito-obrigada.html

    "Que seja doce..."

    ResponderExcluir
  2. Uma música do Djavan, diz assim


    Não existe
    Amor
    Sem medo.







    Mas o complemento invisível é o benefício da dúvida, é arriscar, pagar pra ver, pra depois não ter que viver preso ao pensamento do ''e se tivesse sido''.




    <3





    Saudades Mih.

    ResponderExcluir